Festival Circular 2016
13 nov Derivas Artísticas: Encontros Derivas 2015 "O que pode a arte? O que pode o conhecimento?" | 5 Dez imagem para Derivas Artísticas: Encontros Derivas 2015 Os encontros Derivas: O que pode a arte? O que pode o conhecimento? fazem parte do programa de actividades pedagógicas promovido pela Circular Associação Cultural, realizado nos últimos anos em Vila do Conde.
Convidados com formações e experiências variadas foram desafiados a pensar sobre o tema proposto.
Pretende-se aqui reflectir sobre o que pode a arte, o que pode o conhecimento. Queremos que esta reflexão se faça através de múltiplas perspectivas estimuladas por personalidades cujas teorias e gerações trilham caminhos variados.

São convidados deste ano: Licínio Lima (Prof. Universidade do Minho), Liliana Coutinho (Assistente programação Teatro Maria Matos), João Fernandes (Subdirector Museu Rainha Sofia), Diogo Vaz PInto (Poeta), Graça Castanheira (Realizadora), Jonathan Saldanha (Músico) e apresentação de documentário com Álvaro Laborinho Lúcio.
Mais Informações [aqui]





____________________________________________________________




A Circular Associação Cultural iniciou em Novembro 2014 a actividade "Arte como Farol" dirigida por Magda Henriques e desenvolvida com turmas do ensino secundário das Escolas José Régio e Afonso Sanches de Vila do Conde, no Centro de Memória.

Este projecto parte da ideia da arte como elemento que, tal como um farol, nos ajuda a encontrar o nosso lugar, a situar-nos. Aponta caminhos possíveis, fortalece escolhas e pode até salvar. Torna visível, ilumina, o que frequentemente não vemos, seja o que está dentro de nós, o que está ao nosso lado ou nas profundezas da história da humanidade. Permite-nos sentir que não estamos sozinhos, que há outros que sentem, vêem, como nós, aqui ou no outro lado do mundo, hoje como ao longo dos tempos.
Começamos por fazer uma aproximação à arte, em particular à arte contemporânea. Exploramos a arte como meio de aproximação ao conhecimento da complexidade humana e como instrumento para reconhecermos questões, inquietações, que permanecem ao longo dos tempos e em geografias e culturas diversas.
Estes encontros estabelecem também aproximações à história da arte, do passado aos nossos dias, e andam de cá para lá e de lá para cá entre a história colectiva e a história de cada um de nós, entre a macro e a micro história.
Magda Henriques
_________________________________________



© DR
27 jan Artista Residente: Joclécio Azevedo, João dos Santos Martins, Filipe Caldeira e Joana von Mayer Trindade imagem para Artista Residente: Joclécio Azevedo, João dos Santos Martins, Filipe Caldeira e Joana von Mayer Trindade O projecto "Artista Residente" propõe-se repensar possibilidades de colaboração entre artista e estrutura numa perspectiva de maior estabilidade, criando processos de diálogo que enriqueçam mutuamente as práticas de trabalho.
Tendo iniciado em 2012, com a associação do artista Joclécio Azevedo, dá-se agora continuidade à actividade com a inclusão dos artistas João dos Santos Martins, Filipe Caldeira e Joana von Mayer Trindade. A Circular Associação Cultural assegura a produção e a difusão dos trabalhos dos artistas associados.
__________________________

JOCLÉCIO AZEVEDO

"ESCOMBROS" de Joclécio Azevedo
Estreia 17, 18 Outubro 2015 Festival Internacional de Marionetas do Porto (FIMP)

Concepção: Joclécio Azevedo | Em colaboração com: Jonathan Uliel Saldanha, Jordann Santos | Interpretação: Catarina Miranda, Ece Canli, Joclécio Azevedo | Desenho e operação de luz: Miguel Carneiro | Apoio à residência: Teatro de Ferro, Companhia Instável | Produção executiva e difusão: Circular Associação Cultural | Co-produção: Festival Internacional de Marionetas do Porto e Circular Associação Cultural

"INTERMITÊNCIAS" de Joclécio Azevedo
Estreia 13 Fevereiro 2016 - Rivoli Teatro Municipal

Um projecto de: Joclécio Azevedo | Em colaboração com: Kubik aka Victor Afonso, Jérémy Pajeanc, Jordann Santos | Interpretação: André Mendes, Bruno Senune, Camila Neves, Joana Castro, Joclécio Azevedo | Desenho de luz e operação: Miguel Carneiro | Apoio à residência: Companhia Instável | Produção executiva e difusão: Circular Associação Cultural | Co-produção: Teatro Municipal do Porto - Rivoli e Circular Associação Cultural

site Joclécio Azevedo

____________________________

JOÃO DOS SANTOS MARTINS

"PROJECTO CONTINUADO (2015)" de João dos Santos Martins
Estreia 14 Fevereiro 2015, 18:00 - Guidance - Festival Internacional de Dança Contemporânea (Guimarães)
20, 21 Fevereiro, 21:30 - Teatro Sá da Bandeira (Santarém)
27, 28 Fevereiro, 21:30 - Culturgest (Lisboa)
5 Junho -  PT15 (Montemor-o-Novo)
5, 7 Agosto - Impulstanz (Viena)
17 Outubro - eXplore Festival (Bucareste)

2016
7 Maio - Teatro Viriato (Viseu)

Um projecto de: João dos Santos Martins | Em colaboração com: Ana Rita Teodoro, Clarissa Sacchelli, Daniel Pizamiglio, Filipe Pereira, Sabine Macher| Composição para piano e performance ao vivo/piano: Simão Costa | Desenho de luz: Ricardo Campos | Produção: Associação Parasita | Apoio à produção e difusão: Circular Associação Cultural | Co-produção: Culturgest, Centro Cultural Vila Flor, CCN de Montpellier Languedoc-Roussillon no contexto do projecto Life Long Burning subsidiado pelo programa Cultura da União Europeia | Residências artísticas: CCN de Montpellier Languedoc-Roussillon, Centro de Criação de Candoso, EIRA, Musibéria, O Espaço do Tempo | Apoios: Câmara Municipal de Santarém/Teatro Sá da Bandeira, Santarém


"AUTO-INTITULADO (2015)" de João dos Santos Martins & Cyriaque Villemaux
Estreia 3 Outubro 2015 Circular Festival de Artes Performativas (Vila do Conde)
9, 10 Outubro - Teatro Sá da bandeira (Santarém)
12 Novembro - 20 anos P.A.R.T.S. (Bruxelas)

2016
18, 19, 20 Maio - Rencontres Chorégraphiques (Paris)
27, 28 Maio - Alkantara Festival (Lisboa)

Um projeto de e por Cyriaque Villemaux e João dos Santos Martins | Desenho e operação de luz: Rui Monteiro | Co-produção:  Circular Festival de Artes Performativas e Alkantara Festival | Produção executiva e difusão: Circular Associação Cultural | Residências artísticas: Alkantara, O Espaço do Tempo, danceWEB no contexto do projecto Life Long Burning subsidiado pelo programa Cultura da União Europeia, A22, Graner, Circular Festival de Artes Performativas | Co-apresentação: Alkantara com o apoio DNA/Programa Cultura da União Europeia” | Apoio: Fundação Calouste Gulbenkian, Teatro Sá da Bandeira - Santarém | Agradecimentos: Fórum Dança, O Rumo do Fumo, Nome Próprio


site João dos Santos Martins

___________________________

FILIPE CALDEIRA

"O CÃO QUE CORRE ATRÁS DE MIM (E O AVÔ ELÍSIO À JANELA)" de Filipe Caldeira
Estreia 29, 30, 31 Outubro, 1, 5, 6, 7, 8 Novembro 2015 Teatro Maria Matos (Lisboa)
13, 14, 15 Novembro Teatro Campo Alegre (Porto)

Criação e interpretação: Filipe Caldeira | Apoio à dramaturgia: Joclécio Azevedo | Texto original: Isabel Minhós | Apoio ao movimento: Catarina Gonçalves | Cenografia: Ana Guedes | Apoio à cenografia: Emanuel Santos | Sonoplastia: Rodrigo Malvar | ​Voz: Catarina Gonçalves | Figurinos: Jordann Santos | Desenho e operação de luz: Miguel Carneiro | Apoio à residência: Teatro do Frio, Companhia Instável | Agradecimentos: Seteventos; Escola Viva  | Produção Executiva e Difusão: Circular Associação Cultural | Co-produção: Teatro Municipal Maria Matos e Teatro Municipal do Porto – Campo Alegre
Encomenda do Programa para Crianças e Jovens do Teatro Municipal Maria Matos

"A CAÇADA" de Filipe Caldeira
Estreia 2016 Circular Festival de Artes Performativas

Projecto de: Filipe Caldeira | Em colaboração com: Joclécio Azevedo, Laetitia Morais | Interpretação: a definir | Luz: Miguel Carneiro | Apoio à residência: Armazém 22 | Produção executiva e difusão: Circular Associação Cultural

__________________________

JOANA VON MAYER TRINDADE

"NAMELESS NATURES" de Joana von Mayer Trindade no âmbito do Estação Imagem
14 Abril 2015, 21:30, Biblioteca Municipal de Viana do Castelo | Sala Couto Viana

"VELEDA" de Hugo Calhim Cristóvão & Joana von Mayer Trindade 9 Maio, 19:00 Praça D. João I, no âmbito do Corpo + Cidade, Festival de Performance Urbana (Porto) "NAMELESS NATURES" de Joana von Mayer Trindade
31 Maio, Serralves em Festa - Fundação de Serralves

"O CÉU É APENAS UM DISFARCE AZUL DO INFERNO" de Joana von Mayer Trindade e Hugo Calhim Cristóvão
Estreia 2 Outubro 2015, Circular Festival de Artes Performativas (Vila do Conde)
2016
29 Janeiro - Centro Cultural de Ílhavo
4, 5, 6 Março - Festival Cumplicidades
1 Abril - Uferstudios (Berlim)
7 Abril, Viana do Castelo

site Joana von Mayer Trindade



Foto: "Autointitulado" de João dos Santos Martins & Cyriaque Villemaux © José Carlos Duarte