Se não conseguir visualizar este mail clique aqui.
If you are unable to view this email correctly, please click here.



Circular Festival

Newsletter #179

 


© José Caldeira
"Lusco-Fusco"
Catarina Gonçalves e Filipe Caldeira
Teatro


18 de Janeiro 2019 (sex), 15:00 / Sessões para Escolas
19 de Janeiro 2019 (sáb), 11:00 / Sessões para Famílias
Teatro Virgínia (Torres Novas)


Lusco-Fusco surge de um desejo de partilhar uma experiência sobre o vazio e o que ele pode conter.  O vazio só contém ar! e o aborrecimento? como é o vazio de estar tudo tão cheio que não encontramos nada? será uma incubadora de acontecimentos? uma descoberta partilhada da matéria e do corpo em que a luz e a transição do tempo nos mostram o que há? para ver numa relação de escala entre nós – o mundo e os inversos. Lusco-Fusco vê a vontade de ser um bocadinho inventor do seu próprio espanto e para isso desenha um espaço que pouco a pouco se torna numa invasão feita pela matéria que podemos com ela transformar e sermos transformados, mudá-la de lugar, levá-la connosco, arrastá-la e libertá-la. Deixá-la ser invadida por mãos e pés e cabeças que sentem. Os performers organizam o corpo para desaparecer, desobedecer e desaprender com a matéria e habitam um lugar aberto ao sensível e à própria percepção de cada criança.

Para que percorres inutilmente o céu à procura da tua estrela? Põe-na lá.
(in Vergílio Ferreira, Escrever)


“Lusco-Fusco” [Dusk] arises from the desire to share an experience on emptiness and what it may contain.  Emptiness is nothing but air! What about boredom? What does the emptiness of everything being so full that we are not able to find anything look like? Could it be an event incubator? A shared finding of matter and body where light and the transition of time show us what is there to see in a relation of scale between us — the world and the opposites. “Lusco-Fusco” sees the will to slightly invent one’s own awe, and to this end it outlines a space that little by little becomes an invasion made out of the matter it allows us to transform and be transformed, move from place, carry with us, drag and set free. Let it be taken over by hands and feet and heads able to feel. The performers organise the body to disappear with the matter, disobey it and unlearn from it. They operate light and sound, and they inhabit a place open to the senses and to each child’s own perception.

Direcc?a?o e Interpretação Directed and performed Catarina Gonc?alves e Filipe Caldeira | Dramaturgia Dramaturgy Joana Bértholo | Direcc?a?o Pla?stica Visual Director Rita Westwood | Sonoplastia Sound Design Filipe Lopes | Figurinos Costume designer Jordann Santos | Desenho de Luz Light design Ca?rin Geada | Voz off Off-stage voice Eduardo Rego | Produção Executiva Executive production Circular Associação Cultural | Agradecimentos Acknowledgements Constança Carvalho Homem, Amora Gonçalves Caldeira, Sílvia Barbosa e Luís Filipe Silva | Coprodutores Coproduced Teatro Municipal do Porto, Sa?o Luiz Teatro Municipal, Come?dias do Minho, Circular Associac?a?o Cultural, Teatro Aveirense

+ info
www.teatrovirginia.pt


Filipe Caldeira é Artista Residente da Circular Associação Cultural
Filipe Caldeira is part of the project Artist in Residence - Circular Cultural Association

 



Alunos do 1.º ciclo assistiram a espectáculo infantil "O cão que corre atrás de mim" de Filipe Caldeira e Catarina Gonçalves

Em Dezembro de 2018 a Circular Associação Cultural levou às freguesias de Aveleda, Vila do Conde e Macieira da Maia (Vila do Conde) o espectáculo infantil "O cão que corre atrás de mim (e o avô Elísio à janela)" de Catarina Gonçalves e Filipe Caldeira, no âmbito do projecto "Caxinas Ensemble" realizado em parceria com a Junta de Freguesia de Vila do Conde e que integra o Programa Educativo da Circular. No total assistiram ao espectáculo 260 crianças do 1º Ciclo, dos 6 aos 9 anos.

Galeria de Imagens


Modos de usar – De mão em mão com Isabel Costa e Joclécio Azevedo | Programa Novembro + Dezembro | Mosteiró

Durante os meses de Novembro e Dezembro de 2018 decorreram, em Mosteiró, novas acções do projecto “Modos de Usar” de Joclécio Azevedo, com a colaboração de Isabel Costa. Foram realizadas quatro sessões de uma oficina coreográfica e uma apresentação pública informal, no Espaço Social e Cultural de Mosteiró, que encerrou a primeira fase do projecto.

O trabalho envolveu alguns alunos da escola de dança da associação cultural JUM (Juventude Unida de Mosteiró), fundada em 1974. Nesta associação as aulas de dança contemporânea começaram em 2006, sob a orientação da bailarina e coreógrafa Isabel Costa, com um pequeno grupo de jovens. Actualmente a escola de dança, inserida na comunidade de Mosteiró, conta com 5 turmas e alunos dos 3 aos 45 anos de idade.

Galeria de Imagens


Questões práticas: desaprender continuamente

No dia 15 de Dezembro de 2018 teve lugar no Centro de Memória de Vila do Conde a primeira sessão do ciclo de encontros "Questões práticas: desaprender continuamente" que contou com a participação da arquitecta e curadora Inês Moreira, da museóloga Susana Medina, e da artista plástica/performer Rebecca Moradalizadeh. O programa incluiu um almoço vegetariano Iraniano e performance.

As próximas sessões do Ciclo de Encontros “Questões práticas: desaprender continuamente” vão decorrer a 13 de Abril de 2019, das 15:00 às 18:00, no Auditório Municipal de Vila do Conde, com o projecto "Girlschool" de Susana Mendes Silva e Alice Geirinhas e a participação especial de Rogério Nuno Costa - e 15 de Junho de 2019, programa a anunciar.

Iniciativa coordenada por Joclécio Azevedo e realizada no âmbito do Programa Educativo da Circular Associação Cultural.

Galeria de Imagens

 



Coproduções

"A deriva dos olhos" de Bruno Senune
19 de Janeiro 2019 (sáb), 16:30
20 de Janeiro 2019 (dom), 15:00
Café Rivoli ? 87º Aniversário do Teatro Rivoli (Porto)
teatromunicipaldoporto.pt

"Undated" de Martini Pisani
26 de Fevereiro 2019 (ter), 20:30 
Grand Théâtre ? DañsFabrik - Festival de Brest (França)
www.lequartz.com

 


 

Apoios Circular Festival

 

Esta mensagem é enviada de acordo com a legislação em vigor. Está a receber esta newsletter por ser subscritor da nossa mailling list ou por iniciativa de algum outro subscritor. Se não quiser continuar a receber informações sobre as nossas actividades clique aqui. Para actualização de dados, qualquer esclarecimento sobre este serviço ou para transmitir alguma sugestão, contacte-nos através do e-mail: info@circularfestival.com.